Caminhar com Deus é um exercício...

Por Franklin Rosa

A nossa relação com o tempo é sempre tensa e esmagadora.

Ele afeta decisivamente nossa existência.

Temos uma tendência imediatista de atropelar as etapas da vida, para que não tenhamos que lidar com a realidade que muitas vezes é crua e indigesta.

É nessa hora que somos tentados a desistir ou fazer as coisas a nossa própria maneira.

Abraão começa a caminhar com Deus a partir do seu chamado em Gn 12 e passa a desenvolver sua crença N’Ele tendo no seu caminho esse fator crucial , com o qual ele teve de exercitar-se.

Caminhar com Deus é um exercício de obediência... Obedecer requer reconsiderar nossas razões, racionalizações e prioridades.

Abraão foi obediente deixando todos seus vínculos e estabilidade, para se aventurar no desconhecido proposto por Deus.

Caminhar com Deus é um exercício de paciência... Paciência é a capacidade de continuar constante.

Abraão teve de ter paciência (perseverança) para esperar durante 25 anos o nascimento de Isaque, sem “cheque caução”.

Caminhar com Deus é um exercício de fé consciente... É uma opção radical pelos valores do Reino que muitas vezes se contrapõe aos nossos.

Abraão foi consciente ao optar por abrir mão de um vínculo sentimental.

Não hesitou em sacrificar Isaque, pois a razão da sua vida era o próprio Deus.

Caminhar com Deus é um exercício de re-significação... É dar um novo significado nas realidades da vida.

Abraão teve de buscar um novo sentido para sua vida depois da morte de Sara.

No capítulo 25 do Gênesis ele casa-se novamente com Ketura, mostrando que tinha disposição para viver, e morre aos 175 anos de idade em boa velhice diz o texto.

03 de Setembro de 2010

Aniversário do meu mano Pitita